Poesia Cibernética

A cada dia, estou mais propenso a acreditar que nós, os humanos, nada mais somos que uma rede de computadores comandada por um poderoso Blue Gene que rege todo o universo. Tudo o que nos acontece é resultado de uma programação, construída por uma linguagem que desconhecemos. Em miúdos, nada mais somos do que PCs.

Nosso coração é a placa-mãe. Nosso cérebro é um HD de zilhões de bytes, que, juntamente com um pente de memória de inimaginável poder, rege nosso corpo.

Nossa visão é gerada por uma poderosa placa de vídeo. Nossos olhos são o monitor. Nossos ouvidos são fones e nossa boca os alto falantes de um grandioso sistema de som.

Nossas mãos são o mouse e o teclado. Nossos pés são uma espécie de móbile. Tudo que existe na internet está dentro de nós. Nosso sonhos, por exemplo, são uma coleção de vídeos do YouTube.

Sendo máquinas, estamos sujeitos a ataques de vírus. Cada um de nós tem seu antivírus próprio que é o sistema imunológico. Se ele é fraco, sobrevêm as doenças. Com decorrer do tempo, ficamos obsoletos e pifamos. A morte é nosso upgrade

Vi no Repórter net

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s