e-commerce cresce 30% no Brasil

O comércio pela internet vem se tornando cada vez mais comum na vida dos brasileiros, segundo a 21ª edição do Relatório WebShoppers da e-bit. Somente em 2009, as vendas pela web cresceram 30 por cento, estabelecendo faturamento de R$10,6 bilhões.

No ano passado, 17,6 milhões de consumidores fizeram compras pela internet, um crescimento de 33 por cento em relação a 2008.

O crescimento foi resultado do cumprimento dos prazos estabelecidos para entrega de grande parte dos produtos e por conta do aumento de confiança e satisfação dos consumidores em relação ao sistema e formas de pagamento.

As expectativas para esse ano são altas. De acordo com o relatório, a Copa do Mundo tem grandes chances de elevar o faturamento brasileiro ainda no primeiro semestre de 2010, por conta da venda de aparelhos de televisão. A previsão é de faturamento de R$13,6 bilhões e crescimento de 35 por cento dos consumidores em relação a 2009.

Via Olhar Digital

Ela…

Ela…
Simplesmente ela….

Aquela que me acolheu…. me ensinou….
Me mostrou o amor…. me mostrou a dor quando partiu…

Ela…. aquela senhora sábia…  cheia de experiância…
Que entre outras coisas, me mostrou o que é a vida….

Ela, Dona Maria Helena da Silva Baeta…. hoje, completaria 85 anos!
Partiu antes…. antes de tudo…. antes que eu pudesse dizer o quanto a amava….

Ela… minha avó… aparencia da Nair belo, e o vocabulário da Dercy Gonçalves…

Ela…. que por tanto tempo me abraçou… me amparou… nos momentos tristes e felizes…
Soube compartilhar e orientar…
Ela…
Apenas ela…

Inelizmente… hoje, te liguei, e seu telefone só chamou…
Não havia uma voz do outro lado, completando  ligação…
Simplesmente o silencio….

Mas… foi então que eu percebi, Vó… que não preciso mais ligar de um telefone comum…
Basta chamar com o coração…. e certamente, eu ouvirei tua voz.

Obrigado, Vó Lena!

ê saudade……………!!!!!

HP desenvolve telas que podem ser enroladas

Do olhar digital:

A HP declarou estar trabalhando em telas flexíveis o suficiente para serem enroladas. Finas como uma folha de papel, as telas são feitas de uma material plástico denominado Mylar e possuem capacidade para mostrar imagens a cores.

A tela também possui atualização rápida o suficiente para exibição de filmes e necessitam de energia elétrica somente quando for necessário alterar a imagem sendo exibida, dispensando para mantê-la.

Apesar de serem flexíveis, as telas ainda não estão adaptadas para serem enroladas e desenroladas nada mais que seis vezes. O foco da HP é sair da flexibilidade e criar dispositivos portáteis com telas mais finas e formato inovador.

A previsão é de que os primeiros produtos a utilizarem a tecnologia cheguem ao mercado em dois anos, mas a produção em larga escala levará cerca de três anos.

Brasil alcança 2 milhões de domínios “.br”

O Brasil alcançou nesta quinta-feira, 11/03, a marca de dois milhões de domínios com final “.br”. O resultado foi divulgado pelo Registro.br, responsável por coordenar os registros de nomes de domínio brasileiros.

Segundo o diretor-presidente do NIC.br (parte do Comitê Gestor da Internet no Brasil), Demi Getschko, o país conseguiu manter crescimento de registros mesmo em períodos de crise.

“Para chegar ao primeiro milhão, levamos 17 anos. Para alcançar o segundo, foram necessários pouco mais de três anos. Mesmo durante a crise financeira mundial entre os anos de 2007 e 2009, a taxa de crescimento de registros de domínios se manteve estável, em torno de 20% anuais”, comentou Getschko à Agência Fapesp.

O Registro.br também oferece outras opções de cadastros além do famoso “.com.br”. Entre os mais conhecidos estão o DPN (domínio de primeiro nível), “taxi.br” (para empresas de táxi), “teo.br” (teólogos), “radio.br” (transmissão de áudio online), “b.br” (bancos) e “jus.br” (poder judiciário).

Adeus, Glauco!

Do uol:

O cartunista Glauco Villas Boas, 53, e seu filho, Raoni Villas Boas,25 , foram mortos a tiros na madrugada de sexta-feira (12), em Osasco (SP).  A polícia investiga se Glauco, como era conhecido, foi vítima de tentativa de assalto ou sequestro em sua residência na Estrada Alpina, no bairro Jardim Santa Fé.

Glauco é conhecido por suas charges publicadas desde 1977 no jornal Folha de S.Paulo. Criador de personagens como Dona Marta, Zé do Apocalipse, Doy Jorge, Geraldinho e Geraldão, seu ingresso no jornalismo se deu nos anos 70, graças ao jornalista Hamilton Ribeiro, que dirigia o “Diário da Manhã”, em Ribeirão Preto, e tirou o paranaense da fila do vestibular para Engenharia.

Alguns anos mais tarde, em 1976, a premiação no Salão de Humor de Piracicaba abriu as portas do jovem cartunista para a grande imprensa. Em 1977, Glauco começou a publicar suas tiras esporadicamente na Folha de S. Paulo. A partir de 1984, quando a Folha dedicou espaço diário à nova geração de cartunistas brasileiros, Glauco passou a publicar suas charges periodicamente.

Leia a notícia na íntegra aqui

N.E.: Lamentável. Eu sempre acompanhei o trabalho do cartunista Glauco, e inclusive, ele foi uma grande influencia para os meus desenhos… Mais um reflexo da violência e atitudes eversivas da nossa sociedade…