Investir em marketing digital é necessidade para empresas

Quando uma empresa não investe na sua marca na internet, pode acabar perdendo espaço para a competição.

empre

Por: Marcelo Baccarini/ PEGN

Hoje em dia a internet domina a comunicação e quem não investir em marketing digital vai ficar pra trás. Para os empresários, a internet é um importante canal de divulgação. Mas há falta de conhecimento para desenvolver alguns projetos.

Os empresários de uma fábrica de etiquetas de São Paulo, por exemplo, criaram uma página numa rede social, que só teve 100 curtidas. O e-mail marketing, então, foi um desastre. O jeito foi procurar ajuda profissional. Adriana de Almeida, uma das donas da fábrica, e o supervisor Ivan Bueno foram conhecer a agência de Gustavo Machado e Arthur Domingues, que é especializada em marketing digital para micro e pequenas empresas.

De acordo com Gustavo, a empresa precisa acompanhar a tendência do mercado. “Tem que acompanhar a evolução tecnológica que provém do mercado, se você não tá na internet, seu concorrente vai estar e você vai perder mercado para eles”, afirma.

“Muitas empresas fazem isso, constroem imagem na rede social e esperam fazer milagre. Não é assim, tem que fazer divulgação, tem que ser bem direcionada, segmentada, postagem, campanha, só assim vai aumentar o publico dela”, orienta Arthur.

Depois de uma boa conversa, Adriana e Ivan entenderam porque não tiveram sucesso nas redes sociais.
“Não é mais bicho papão, tem que aproveitar essa oportunidade pra desenvolver um outro ganho pra empresa”, diz o supervisor Ivan Bueno.

Para começar, os empresários da fábrica de etiquetas viram que é preciso se preocupar com a imagem da empresa e também criar um site com um bom conteúdo e boas imagens – a navegação também deve ser para smartphone e tablets. É obrigatório usar as redes sociais pra divulgar a marca e investir em sites de busca e monitorar os resultados.

Fonte: PEGN

 

Estamos à disposição para consultoria em marketing digital e desenvolvimento de soluções para alavancar seu negócio. Precisando, fale com a gente: contato@alternativaa.com.br

Anúncios

Sou Ágil ou sou Rápido?

Oferecer uma solução satisfatória requer preparo, empenho, capacitação e planejamento, onde as avaliações são métricas essenciais para se chegar a uma solução que atenda às demandas do cliente. E isso leva tempo.

 

Vivemos em tempos de absoluta correria. A dinâmica das respostas rápidas nos obrigam a tomar decisões rápidas e assertivas. Estamos acostumados a encontrar soluções “num clique”.

No entanto, em termos de planejamento operacional, esta rapidez pode não ser benéfica.

Se por um lado o Cliente tem pressa, por outro o Fornecedor tem que estar preparado para atendê-lo. Mas isso não significa que, num passe de mágica a solução se apresentará.

Quem empreende sabe dos riscos e custos operacionais para manter o projeto em andamento.

Oferecer uma solução satisfatória requer preparo, empenho, capacitação e planejamento, onde as avaliações são métricas essenciais para se chegar a uma solução que atenda às demandas do cliente. E isso leva tempo.

Não se trata de um produto exposto na prateleira, e sim, se uma análise minuciosa, caso a caso, onde através dela se chegará a um denominador comum: o resultado.

Não confunda rapidez com agilidade.

Rapidez é o que é feito às pressas, afim de atender ao Cliente imediatamente e não perder a oportunidade de Negócios.

Agilidade é oferecer uma solução ampla, visando, inclusive o pós venda, onde, embora se leve mais tempo para desenvolver, os resultados, a longo prazo serão mais satisfatórios.

Ser ágil é ser capacitado para desenvolver o ideal, leve o tempo que necessário for. É saber utilizar o conhecimento de forma a aplicá-lo em soluções que demandam planejamento estratégico.

Mas meu cliente quer a solução “pra ontem!”. 

Cabe a você convencê-lo de que ser rápido apenas combaterá a necessidade imediata, mas ser ágil, evitará essas emergências no futuro.

Claro, cada caso é um caso. Muitas vezes a solução rápida é o suficiente. Aqueles incêndios de de vez em quando temos que apagar com certa urgência. Por outro lado, após uma emergência “rápida”, se faz necessária uma análise “ágil”, onde mensurados os resultados, pode-se aplicar uma solução maior, melhor e mais eficaz.

Seja rápido quando necessário for, mas tenha em mente sempre ser ágil.

Estamos à disposição para consultoria em marketing digital e desenvolvimento de soluções para alavancar seu negócio. Precisando, fale com a gente: contato@alternativaa.com.br

Bons negócios e sucesso!
por: Edson Baeta

A triste decisão de desistir… e recomeçar do Zero!

Quando é a hora de abrir mão de tudo e recomeçar? Esta é uma decisão unicamente baseada nas circunstâncias que envolvem Resultados e a maneira como eles afetam a vida de quem empreende.


Quem empreende sabe muito bem dos riscos que compreendem e proporcionam, ou não o êxito do empreendimento. Empreender é mais do que montar seu próprio negócio. Na maioria das vezes é tirar seus sonhos do papel.

Para o êxito da ideia, nós, os empreendedores não medimos esforços. Afinal, são anos de planejamento e inumeráveis dificuldades a serem superadas. Mas, após esgotar-se o ciclo Planejamento, Execução, Adaptação, Teimosia, Persistência e Resultados, é chegada a hora da avaliação: Deu certo? Vale a pena continuar?

Esta é uma análise constante que, em pequenas proporções, deve ser feita diariamente afim de que possamos mensurar os resultados de nossas ações e adotarmos estratégias diversificadas para continuarmos em frente. No entanto, a longo prazo, no Macro Cosmo, se faz necessária a tomada de decisão final: Continuar, ou desistir e recomeçar do zero?

A maioria dos empreendedores já teve que tomar essa decisão. E se você se encontra neste momento, saiba: você não é o único.

É uma decisão unicamente baseada nas circunstâncias que envolvem Resultados e a maneira como eles afetam a vida de quem empreende.

Cada um sabe do esforço, do empenho, das horas de sono, do investimento e dos resultados colhidos no período em que empreendeu até então. É isso que deve ser levado em conta antes da decisão.

Porém, desistir, neste caso, não significa fracassar. Significa, antes, que o empreendedor tem visão crítica e soube avaliar se o negócio vingou ou não. No caso de não ter dado certo, a teimosia  e a persistência não se aplicam mais. É necessário voltar à mesa de projetos e recomeçar.

Juntar o que sobrou, recarregar as baterias e partir para outra. Sonhos, todos temos. Persistência e vontade de fazer acontecer não nos faltam. Porém, é preciso ter discernimento para enxergar o que deu certo, o que dará e o que não se pode mais dar continuidade.

Onde não puder frutificar, não se demore. Existem, outras oportunidades que podem ser exploradas.

 

Vamos falar de Transformação?

O que eu tenho feito de diferente para mudar tudo o que está acontecendo?

transformao-1-728

Estamos em tempos de rotina automática. Os diversos compromissos nos forçam a ter atitudes robóticas e programadas. Tudo para que possamos cumprir o que estabelecemos diariamente. Mas se transformarmos algumas pequenas ações, podemos atingir grandes resultados.

A rotina faz com que estejamos acostumados a fazer sempre mais do mesmo. Sempre o mesmo caminho para chegar ao trabalho, sempre a mesma maneira de atender o cliente, sempre o mesmo ritmo acelerado, sempre o mesmo horário para dormir e para despertar.

Em meio a este roteiro previamente definido, onde as coisas certamente fluem, nos desgastamos, nos cansamos, e pouco inovamos. Porque não transformamos nada. Apenas fazemos tudo no piloto automático.

Quando falamos em transformação, logo nos vem à mente uma certa obrigação com a mudança repentina. Não é bem assim. Transformar pode ser um ato contínuo de pequenas alterações na conduta, que proporcionarão ao longo de um período, uma série de ganhos satisfatórios, seja no campo pessoal, ou profissional.

Ao mudarmos o mínimo que seja, certamente alteramos em muito nosso caminho.

Não cabe aqui regras aplicáveis de transformação. Cada um sabe da sua rotina e compromissos diários tanto quanto de suas obrigações assumidas. Mas cabe uma reflexão:

O que eu tenho feito de diferente para mudar tudo o que está acontecendo?

Ao avaliarmos nossa rotina, nossa conduta, e a maneira como interagimos com ela, certamente iremos detectar algo que se possa fazer diferente. Que se possa transformar.

Mesmo que os objetivos sejam os mesmos e os planos não se alterem, lembre-se: Há sempre algo que podemos transformar para melhor.

Na nossa constante busca pelos objetivos, empenho, dedicação e disciplina, não são suficientes. É preciso transformar as coisas ao nosso redor e também, transformar a nós mesmos.

E você? Já transformou algo hoje?

Estamos à disposição para consultoria em marketing digital e desenvolvimento de soluções para alavancar seu negócio.  Precisando, fale com a gente: contato@alternativaa.com.br

Bons negócios e sucesso!
por: Edson Baeta

Empreender sempre será um desafio. Quem não se adapta, não resiste!

Business-Hands-PC

Muitos empreendedores perdem o fôlego diante dos desafios propostos neste caminho, que é empreender!

Há alguns anos temos batido nesta mesma tecla: Empreender sozinho é quase impossível.

Sem contar com os fatores externos, como crise, falta de incentivo, concorrência desleal, entre outros, ainda existem os fatores internos. Estes são os que contribuem em muito para o ato difícil que é empreender.

Entre os fatores internos, destacam-se: Falta de visão ou estratégia definida, estrutura precária, negócios informais,  acúmulo de tarefas, baixo investimento em divulgação e marketing, entre tantos outros fatores impeditivos.

A falta de resultados aparentes, devido a esses fatores internos, resulta na desistência. Muitos empreendedores perdem o fôlego diante dos desafios propostos neste caminho, que é empreender!

A causa está evidente na falta de resultados! Ninguém persiste onde não colhe frutos! Mas para colhê-los, além da persistência, o empreendedor deve atentar para o fato de não empreender sozinho.

Deve buscar parcerias colaborativas para reduzir custos, agregar valor à marca ou serviço proposto, ter apoio emocional em tempos de crise e cercar-se de outras ideias, novas e promissoras. Não se trata de buscar sócios – se bem que esta é uma alternativa plausível – mas sim de estar receptivo e aberto à adaptar seu negócio à um mercado em constante evolução, onde em meio a parcerias estratégicas, possa alcançar:

  • Identificação de Oportunidades
  • Posicionamento da Marca
  • Definição de Estratégias de Marketing e Divulgação
  • Gestão Inteligente de Recursos
  • Resultados Satisfatórios

Empreender sempre será um desafio. Tanto é que apenas os empreendedores que se esforçam em adaptar-se é que – na maioria dos casos –  obtém sucesso.

Não existe uma fórmula mágica para empreender, no entanto, existem caminhos que facilitam o sucesso. Um deles, é se adaptar.

Quem não se adapta, não resiste!

Estamos à disposição para consultoria em marketing digital e desenvolvimento de soluções para alavancar seu negócio.  Precisando, fale com a gente: contato@alternativaa.com.br

Bons negócios e sucesso!
por: Edson Baeta