O Que o Vale do Silício tem a Ensinar aos Empreendedores Brasileiros?

Na década de 90, surgiu um movimento muito poderoso no cenário musical, mais precisamente no universo do rock. O movimento Grunge. As atenções se voltaram para Seattle, nos EUA. De lá saíram bandas que fazem sucesso até hoje. Todo mundo queria ter uma banda e fazer sucesso. Até eu tive uma na época, e de vez em
quando ainda reúno os amigos pra tocar nas horas vagas – e raras!

A questão é que Seattle era tão empolgante, que qualquer banda formada lá já trazia em si o DNA do sucesso.

Nós tivemos cerca de uma década antes a nossa própria Seattle. Brasília. Onde muitas das bandas mais influentes do cenário nacional se formaram.

Quer dizer que, talento, aliado à oportunidade é igual a sucesso?

Quase isso!

Talento, aliado à oportunidade, INCENTIVO e CONDIÇÕES de DESENVOLVIMENTO!
Isso sim, é igual a sucesso.

Hoje nós temos a “Seattle” do empreendedorismo. Se chama “Vale do Silício“.

Localizado numa faixa de aproximadamente 60km do sul de San Francisco até o sul de San Jose, esse conjunto de pequenas cidades no coração da Califórnia é o oásis do empreendedorismo mundial.

Lá nasceram Apple, Google, Facebook, Intel, HP, Sales Force, eBay, Evernote, Twitter, Linkedin, Netflix, Yahoo entre diversas outras empresas de pequeno ou médio porte, mas com sua devida importância no cenário de inovação empreendedora.

O que é elaborado lá é praticamente sinônimo de sucesso. Tudo tende a dar certo!

Mas e a nossa “Brasília” do empreendedorismo?

Eis a questão! Esta ainda não existe, ou existe em partes!

Vamos avaliar o que se passa no “Vale do Silício” para podermos nos situar melhor.

Um recente estudo publicado pela Endeavour, apontou os seguintes itens:

1. Oportunidade

Quem empreende no Vale do Silício identifica a oportunidade a partir de um problema ou necessidade.
No Brasil, às vezes ocorre uma inversão: primeiro o empreendedor define o produto e depois tenta encaixar uma oportunidade.

2. Cultura Empreendedora

Lá, os alunos são estimulados a empreender desde o primeiro dia de aula. Os cursos não são desenhados para preparar os jovens a serem empregados de grandes multinacionais ou funcionários públicos. O foco deles é aprender a aprender. E o aprendizado é aplicado a resolver problemas que podem resultar na criação de
novos empreendimentos!

3. Facilidades

Em minutos você consegue abrir uma empresa nos Estados Unidos e em dias você consegue fechá-la se não der certo. Comparando com o Brasil: Meses para abrir e anos para fechar. Por lá, não há medo do fracasso, pois o fracasso de ontem é o aprendizado de hoje para o sucesso de amanhã!

4. Custos

A infraestrutura de transportes, telecomunicações, energia, logística, segurança… funciona. As startups têm incentivos fiscais reais. Os mercados consumidores de qualquer segmento são enormes, logo há mais oportunidades. O governo americadno evita criar empecilhos e malabarismos como temos por aqui, pois sabe
que são as pequenas empresas que geram empregos, inovação e giram a economia.

4. Ecossistema

Investidores-anjo, investidores seed, venture capitalists, aceleradoras, incubadoras, organismos de fomento ao empreendedorismo, startups recém-criadas, startups em franco crescimento, empresas gigantes,  universidades… o ecossistema empreendedor do Vale do Silício é maduro e explosivo! Já no Brasil não há uma
relação clara entre as partes.

Levantados estes pontos da “Seattle” Empreendedora, ficou claro o porquê de não termos a nossa “Brasília” do Empreendedorismo estabelecida e em constante evolução.

A burocracia, os altos impostos, os custos, as dificuldades impostas por Leis ou emendas, e a falta de incentivo real, contribuem para um processo lento de crescimento e inovação no cenário empreendedor nacional.

Mas há uma saída?

Sim!

É necessário mudar a filosofia empreendedora do País.

Cabe aos empresários já estabelecidos, olharem atentamente para os pequenos negócios, para os empreendedores emergentes e apoia-los.

Comprar do pequeno, incentivar o desenvolvimento, oferecer oportunidades, sejam cursos gratuitos ou apoio institucional no desenvolvimento de novos negócios.

Todo empreendedor sabe que Empreender é muito complicado, ainda mais sem o devido apoio.
Mas não podemos esperar a boa vontade do Governo.
Cada empreendedor pode fazer a sua parte.

Baseando-se no nosso cenário atual, e naquilo que aprendemos com o Vale do Silício, se você já empreende, ou quer Empreender, fique atendo à essas dicas:

– Identifique a oportunidade, depois o produto;
– Invista em você, no seu crescimento e aprimoramento profissional;
– Tenha uma rede de contatos que funcione;
– Alie-se a outros empreendedores, troque serviços e contatos
– Crie e dê oportunidades de crescimento para profissionais emergentes. Incentive-os.
– Traga para junto de si pessoas com cultura empreendedora, cheias de ideias e vontade de crescer;
– Observe o mercado.Busque contatos e costure parcerias inovadoras.

O Profissional brasileiro está entre os mais criativos do mundo. Por natureza, sempre nos adaptamos e de certa forma tocamos em frente nossos projetos, apesar de toda a burocracia existente.

Mas isso pode mudar.E a mudança começa quando os Empreendedores olham para eles mesmos… E sobretudo, olham entre si.

Artigo da nossa coluna semanal sobre Empreendedorismo no Portal Negócios & Carreiras

 

Procurando Freela? Conheça o 99Freelas

99fre

Uma plataforma que reúne as melhores oportunidades para Freelancers de todo o Brasil! Projetos variados para profissionais que buscam jobs e para empresas que buscam desenvolvedores. Tudo isso com a garantia de desenvolvimento e finalização do projeto, mediante a intermediação da Plataforma 99freelas.

Cadastre-se! É Grátis!
Encontre diversas oportunidades!
Clique aqui e conheça!

Empreenda-se para Empreender!

Quer mudar o mundo? Comece arrumando seu quarto!

Quando falamos em Empreendedorismo, somos logo remetidos à ideia de abrir um negócio, trabalhar por conta  própria, adquirir a tão desejada liberdade financeira, em fim, uma série de acontecimentos que serão possíveis uma vez que saibamos empreender da maneira correta.

Este raciocínio não está errado.

Empreender é justamente isso. É fazer acontecer. É criar condições para que se realizem metas, objetivos, planos, projetos, desejos e sonhos.

É mapear o ponto de chegada e traçar o caminho até lá.

Porém, há um detalhe muito importante. Quase crucial, se não em sua totalidade, em sua grande parte.  Sem  ele, será muito difícil atingir o sucesso naquilo que se almeja.

Trata-se do Empreendedorismo Pessoal. Sim. Antes de mudar o mundo, arrume seu quarto. Organize-se para poder organizar. Empreenda a si mesmo.

Semelhante ao Coaching, o Empreendedorismo Pessoal utiliza técnicas de auto gestão, que trarão mais organização ao seu dia a dia e,  por consequência, maior produtividade.

Todas as pessoas que obtém êxito em suas atividades são primeiramente as pessoas que obtiveram sucesso  sobre si mesmas.

Mudar a maneira de pensar.  Mudar os hábitos, costumes e ações que geram um estigma de procrastinação, preguiça, desânimo, falta de organização, falta de comprometimento, irresponsabilidades, etc.

Tudo isso vem da nossa vida pessoal e se transfere para a vida profissional.

Não conheço nenhum excelente empreendedor que não seja, antes, um excelente ser humano.  O Macro Cosmo reflete o Micro Cosmo.

emp

Ninguém vence algo se não vencer a si mesmo.

Falar de mudança de hábitos e conquista do Sucesso pode parecer didático demais. Ninguém tem a fórmula mágica para obtenção de resultados satisfatórios e que nos deem a tão sonhada realização profissional e pessoal.

Mas existem maneiras, métodos, pensamentos e ações que podem facilitar o caminho, ou mesmo apontar onde  podemos melhorar e o que devemos fazer para administrarmos melhor nosso percurso rumo às conquistas.

Eu, por exemplo, estipulo metas. Nada absurdamente severo. Algo simples, anotado à lápis no velho caderno Universitário.

Penso no que almejo para um ano. Dentro desse período exploro as possibilidades para chegar lá mês a mês. Dentro dos Meses, divido por metas semanais, diárias e por hora.

Assim, se compõe um planejamento simples, onde pequenas ações pontuais geram grandes resultados a longo prazo, ou no caso, ao final de um ano.

Desta forma, me organizo melhor, me torno mais produtivo e através de pequenas ações diárias posso atingir  o propósito satisfatório que planejei.

“Arrumando meu quarto”, estou pronto para arrumar o “mundo”.

Me organizei, agora posso organizar meu Empreendimento.

As mesmas técnicas empregadas para gerir meu comportamento, podem ser aplicadas para gerir meus negócios.

Faça um teste (vale tanto para a vida Pessoal como Profissional). Anote num caderno:

  • 1) Como você (Ou seu Negócio) pretende estar ao Final do Ano?
  • 2) O que você pode fazer para que isso se torne possível?
  • 3) Quais são as suas principais dificuldades?
  • 4) Quais os fatores favoráveis?
  • 5) Quais os pontos que você pode melhorar?
  • 6) Como e quando você pode melhorar?

Após identificar esses pontos, você já terá um planejamento simples, porém eficiente que o levará a obter  maior possibilidade de realizar seus objetivos. Eles não ficarão soltos no ar, flutuando. Você os organiza e se compromete com eles.

Vamos a um exemplo:

1) Como você (Ou seu Negócio) pretende estar ao Final do Ano?
-Pretendo estar bem posicionado no mercado em que atuo

2) O que você pode fazer para que isso se torne possível?
– Me dedicar mais, pesquisar, estudar, costurar parcerias, enviar propostas

3) Quais são as suas principais dificuldades?
– Falta de tempo, fator financeiro, concorrência

4) Quais os fatores favoráveis?
– Sou capacitado, conheço bem o meu ramo de atuação, confio em mim!

5) Quais os pontos que você pode melhorar?
– Organizar melhor o tempo e ser mais atento às possibilidades

6) Como e quando você pode melhorar?
– Posso separar 2h por dia para estudar e pesquisar oportunidades

Pronto. Você tem a sua lista “To Do” (A fazer). Já está compromissado pelo menos durante duas horas por  dia. Sabe que nesse período (estipulado por você mesmo) terá que cumprir as metas declaradas na sua lista.
Aquelas duas horinhas citadas, onde você vai tirar um tempo para estudar e pesquisar oportunidades farão diferença ao longo do período total.

Mas atenção: Não se sabote! Altere a lista quantas vezes for necessária, mas jamais engane a si mesmo.
Altere para mais, nunca para menos.

Mensure sua evolução ao final do dia.

Eu costumo escrever na minha lista palavras de incentivo pra mim mesmo:
“Valeu!! Meta concluída com êxito!! Parabéns!!! Continue Assim”.

Isso me motiva. Eu percebo a minha evolução e tenho a tendência de me desafiar com metas maiores, claro, ciente das minhas condições.

Não vou, por exemplo, estipular uma meta diária para estudar durante 8 horas. Não há como conciliar com as outras metas propostas.

Esteja ciente das suas condições, mas não se limite usando desculpas que podem ser eliminadas facilmente  com o mínimo de empenho.

Empreender requer dedicação, empenho e esforço.

Crie hábitos de sucesso!

São estes pequenos exercícios, estes esforços diários que compõe uma ação muito mais ampla e abrangente.

E quando você está com o quarto arrumado, com as coisas em ordem, fica muito mais aconchegante para deitar-se, e sonhar com um mundo melhor!

Estabeleça metas. E as cumpra.

Planeje-se. Cuide de você, de seus projetos.

Empreenda-se para empreender!

 

Artigo originalmente publicado em nossa coluna semanal sobre Empreendedorismo (todas as Sextas) no Portal Negócios & Carreiras

Comunicação multidisciplinar aplicada aos Negócios

17

Comunicação multidisciplinar é quando as ações são praticadas em maior ou menor integração para melhor atender aos objetivos estabelecidos. É pensar em bloco. É multiplicar as possibilidades. São as técnicas empregadas em soluções para impulsionar vendas e a imagem da sua marca.

Marcas precisam ser construídas e ter valor agregado aos Negócios.

É preciso levar em consideração os diversos recursos existentes para uma comunicação efetiva e a sua aplicação, integrando ações, planos e estratégias.

Não basta ter um desenho bonito no seu logotipo. É preciso que sua imagem transpareça sua missão, suas metas, seu comprometimento com aquilo que empreende.

Comunicação Multidisciplinar, Marketing e Marketing Digital

Comunicação é uma engrenagem do marketing. Marketing é um conjunto de atividades para garantir que se realize a venda. Um integra o outro e, ambos, somados às demais atividades produtivas e de apoio da empresa, devem gerar negócios e lucro, obviamente.

A Comunicação Multidisciplinar abrange a formulação do planejamento de marketing nas estratégias de divulgação, na criação de campanhas publicitárias, conceituação de marcas e logotipos, posicionamento da imagem corporativa, elaboração de campanhas e peças promocionais, sites, interação nas redes sociais, apoio às vendas e eventos.

Sua marca deve figurar em todas as plataformas que, embora tenham maneiras diferentes de exposição, devem transparecer sua ideia central, de modo que facilite a identificação de seus serviços prestados.

Quando se fala em Marketing Digital, logo vem à mente a ideia de Redes Sociais. Seria apenas isso se estivéssemos falando apenas de exposição da marca.

Bastaria um perfil no Facebook, Twitter, Blog, etc, contendo apenas seu logotipo e conteúdo replicado nas diferentes plataformas.

Mas estamos falando de Visão Estratégica do Marketing Digital e a aplicação da Comunicação Multidisciplinar nos Negócios. Isso é diferente.

“Um dos segmentos que mais se reinventou nos últimos anos foi o marketing Digital, com diferentes maneiras de impactar os usuários da rede, transformando-os em clientes. As inovações vão desde anúncios publicitários em redes sociais até layouts de sites pensados sob medida para estimular os usuários a consumirem.”

Uma boa comunicação, aliada a estratégias e ações pontuais fizeram, fazem e farão a diferença.

É preciso ter em mente que Design, Comunicação e Marketing são uma necessidade, não um luxo.

Os projetos que mais se destacam não são apenas os que fornecem o melhor conteúdo, mas aqueles que o fazem da forma mais eficaz e eficiente possível.

Isso significa que a maneira como sua comunicação é projetada e explorada consiste no fator essencial para transformar seus visitantes em clientes.

Você não precisa ser grande, precisa parecer ser grande

Isso faz todo sentido nesse contexto: você pode vender sua empresa muito bem e entregar um serviço qualificadíssimo, sem precisar estar em um centro comercial requisitado da sua cidade.
O que você precisa é entregar resultados excelentes, ter uma imagem incrível e uma base de clientes e fãs engajada.

Ao aplicar a Comunicação Multidisciplinar aos seus Negócios, você poderá definir qual o seu público de interesse, e isso estabelecerá as estratégias e ferramentas que irá adotar para atingi-lo.  Além disso, você:

  • Conhece a percepção que o público tem sobre sua marca;
  • Estabelece a melhor estratégia para tirar o máximo do seu investimento em comunicação corporativa;
  • Constrói um posicionamento efetivo para sua marca;
  • Identifica os melhores meios para comunicar-se com seus clientes;
  • Mensura o impacto pelos resultados;
  • Desenvolve ações pontuais em pontos de interesse maior;

São infinitas as possibilidades de comunicação. Principalmente quando se fala de Marketing Digital.

Mas é preciso identificar e traçar os pontos importantes, onde ações são mais eficazes, e de acordo com cada ponto, definir uma estratégia única e eficiente.

É isso que a Comunicação Multidisciplinar faz para seu Negócio.

 

Artigo publicado originalmente na nossa coluna semana sobre Marketing Digital (toda Terça-Feira) no Portal Negócios & Carreiras.

Aproveite e Curta a página do N&C no Facebook

Dica de site: Negócios & Carreiras

blog

À partir desta quinta (07/01/2016), nosso Coordenador de Operações e Desenvolvimento Edson Baeta terá uma coluna fixa no site “Negócios & Carreiras”. Entre outros temas ele abordará ao longo dos artigos a “Visão Estratégica do Marketing Digital e Comunicação Multidisciplinar nos Negócios“. O projeto tem como objetivo a publicação de um livro, cursos e seminários  com o mesmo tema até o final de 2016.

Os artigos serão publicados simultaneamente aqui também.

Não deixe de acompanhar!
O site ainda tem conteúdo muito interessante sobre outras áreas e áreas correlatas, como Economia & Finanças, Coaching & Desenvolvimento Pessoal, Gestão Estratégica, entre outros.

Confira em: http://negociosecarreiras.com.br/
Aproveite para curtir a página do N&C no Facebook