Novidade da Panini – Turma da Mônica Jovem – Novo site – exclusivo!

Faltam poucas horas para o lançamento do novo site da Turma da Mônica Jovem, que conforme adiantado aqui, terá muitas novidades, inclusive, uma área para a galera interagir e deixar sua opinião, assim como sempre fez aqui neste site! Imaginem só! Contato direto com a Turma da Mônica Jovem!!! Até eu estou ansioso!

Pensando nisso, a Panini sabendo que nós somos muito curiosos, me mandou uma prévia do que será o novo site!Vejam só:

Agora é só aguardar! Contagem regressiva!
Não deixem de conferir: www.turmadamonicajovem.com.br

Mais uma vez, obrigado, Pessoal da Panini.. e valeu, AgenciaRed pelo apoio na divulgação!

NOVO Site da Turma da Monica Jovem!

Atenção pessoal, atualização urgente!
Vocês que curtiram os posts especiais da Turma da Mônica Jovem, irão, com certeza curtir ainda mais esta novidade fresquinha que chegou da Panini para mim:

A revista da Turma da Mônica Jovem está de mudança. Mas ninguém precisa se preocupar! É que a Panini está criando a nova casa virtual para o mangá. O novo site está saindo do forno com um look todo diferente. Haverá novas áreas de informações sempre fresquinhas, novidades e curiosidades de cada edição, galeria de imagens, downloads, a participação do Mauricio de Sousa e o mais bacana: um grande espaço para interação dos fãs. Você poderá criar seu perfil, enviar fotos, vídeos, participar de enquetes, deixar recados a seus amigos e… será que estamos falando demais? Melhor guardar um pouco da expectativa para o lançamento que ocorrerá muito em breve: www.turmadamonicajovem.com.br

Adeus, Glauco!

Do uol:

O cartunista Glauco Villas Boas, 53, e seu filho, Raoni Villas Boas,25 , foram mortos a tiros na madrugada de sexta-feira (12), em Osasco (SP).  A polícia investiga se Glauco, como era conhecido, foi vítima de tentativa de assalto ou sequestro em sua residência na Estrada Alpina, no bairro Jardim Santa Fé.

Glauco é conhecido por suas charges publicadas desde 1977 no jornal Folha de S.Paulo. Criador de personagens como Dona Marta, Zé do Apocalipse, Doy Jorge, Geraldinho e Geraldão, seu ingresso no jornalismo se deu nos anos 70, graças ao jornalista Hamilton Ribeiro, que dirigia o “Diário da Manhã”, em Ribeirão Preto, e tirou o paranaense da fila do vestibular para Engenharia.

Alguns anos mais tarde, em 1976, a premiação no Salão de Humor de Piracicaba abriu as portas do jovem cartunista para a grande imprensa. Em 1977, Glauco começou a publicar suas tiras esporadicamente na Folha de S. Paulo. A partir de 1984, quando a Folha dedicou espaço diário à nova geração de cartunistas brasileiros, Glauco passou a publicar suas charges periodicamente.

Leia a notícia na íntegra aqui

N.E.: Lamentável. Eu sempre acompanhei o trabalho do cartunista Glauco, e inclusive, ele foi uma grande influencia para os meus desenhos… Mais um reflexo da violência e atitudes eversivas da nossa sociedade…